Médicos Sem Fronteira

Brasília

07 A 14 DE ABRIL

De 07 a 14 de abril, o Conexões MSF esteve na capital Brasília. O evento contou com a participação de 4.092 pessoas em 12 atividades gratuitas distribuídas por 9 pontos diferentes da cidade.

A abertura do evento foi marcada pela apresentação da banda Patubatê. Depois, foi exibido o filme “Caminhos da Vacina”, seguido por um bate papo entre a diretora-geral de MSF-Brasil Ana de Lemos, o médico Paulo Reis e a psicóloga Vanessa Cardoso. O debate foi mediado pela jornalista Lígia Formenti. “É bacana ver como a abertura do Conexões traz conteúdo e descontração, o que deixa o público mais à vontade para debater assuntos duros, mas importantes”, disse Vitória Ramos, analista em assuntos humanitários de MSF. “A escolha da cidade foi interessante para trazer o tema da ajuda humanitária para o centro político do Brasil. Isso nos permite inclusive um momento de diálogo com o governo para conseguirmos compromissos de ação, como por exemplo melhores políticas para a doença de Chagas”, complementou.

Ao todo, 20 profissionais de MSF participaram do evento, que contou com exposições fotográficas, debates, exibições de filmes, contação de histórias para crianças e intervenção artística no Parque da Cidade. Amanda Lagemann, produtora de projetos especiais de MSF, ficou feliz com o resultado. “Em Brasília testamos um novo formato do Conexões, com tempo mais reduzido. Ficamos felizes em ver que isso não diminuiu a participação e interesse do público. Fomos muito bem acolhidos pelos brasilienses”, comentou Amanda.

Este ano, o Conexões MSF ainda estará presente em outras cidades brasileiras com a mesma proposta: aproximar o público do trabalho realizado pela organização em cerca de 70 países e conhecer a história de nossos pacientes, por meio de diversas atividades gratuitas.

Confira as fotos que registraram a sexta edição do Conexões MSF e fique ligado: em breve divulgaremos informações sobre a próxima parada do evento.

Na conversa sobre a doença de Chagas, Alberto Novaes, Liliane Siriano, Mariana Leal, Vitória Ramos, Maria Conceição de Jesus, Andrea Silvestre e Francisco Viegas debateram a doença como um problema de saúde pública atual e como pensar formas de ampliação do acesso ao diagnóstico e ao tratamento.

Debate sobre doença de Chagas

Na conversa sobre a doença de Chagas, Alberto Novaes, Liliane Siriano, Mariana Leal, Vitória Ramos, Maria Conceição de Jesus, Andrea Silvestre e Francisco Viegas debateram a doença como um problema de saúde pública atual e como pensar formas de ampliação do acesso ao diagnóstico e ao tratamento.

Nyedja Gennari contou histórias lúdicas a crianças, apresentando o trabalho de MSF e as sensibilizando para o cuidado e o interesse pelo próximo. A atividade aconteceu no dia 14 de maio, no palco do Terraço Shopping.

Contação de Histórias

Nyedja Gennari contou histórias lúdicas a crianças, apresentando o trabalho de MSF e as sensibilizando para o cuidado e o interesse pelo próximo. A atividade aconteceu no dia 14 de maio, no palco do Terraço Shopping.

A exposição Pessoas em Movimento convidou o público brasiliense a conhecer a realidade das populações que atendemos. Usando óculos de realidade virtual, eles puderam se sentir inseridos em contextos pelos quais passam as pessoas refugiadas.

Pessoas em Movimento

A exposição Pessoas em Movimento convidou o público brasiliense a conhecer a realidade das populações que atendemos. Usando óculos de realidade virtual, eles puderam se sentir inseridos em contextos pelos quais passam as pessoas refugiadas.

A intervenção artística desse Conexões MSF foi feita por Daniel Toys e Omik. Eles se basearam em relatos de nossos profissionais que trabalham em projetos voltados para o diagnóstico e atendimento de pessoas que vivem com Chagas.

Intervenção artística

A intervenção artística desse Conexões MSF foi feita por Daniel Toys e Omik. Eles se basearam em relatos de nossos profissionais que trabalham em projetos voltados para o diagnóstico e atendimento de pessoas que vivem com Chagas.

O legado artístico do Conexões MSF em Brasília está no Parque da Cidade. O público está convidado a conferir o resultado final da intervenção que reflete as dificuldades das pessoas que vivem com Chagas.

Intervenção artística

O legado artístico do Conexões MSF em Brasília está no Parque da Cidade. O público está convidado a conferir o resultado final da intervenção que reflete as dificuldades das pessoas que vivem com Chagas.

Após assistirem ao filme “Fogo nas Veias”, o público brasiliense junto a Rafael Sacramento, Gil Casimiro da Silva e Fernanda Rick debateram como nossos pacientes ainda sofrem com os altos preços de medicamentos antirretrovirais impostos pela indústria farmacêutica.

Exibição do filme Fogo nas Veias

Após assistirem ao filme “Fogo nas Veias”, o público brasiliense junto a Rafael Sacramento, Gil Casimiro da Silva e Fernanda Rick debateram como nossos pacientes ainda sofrem com os altos preços de medicamentos antirretrovirais impostos pela indústria farmacêutica.

No dia 11 de abril, nossos doadores em Brasília assistiram ao filme “Acesso à Zona de Perigo”, que retrata as dificuldades de levar ajuda humanitária a Somália, República Democrática do Congo e Afeganistão.

Evento para doadores

No dia 11 de abril, nossos doadores em Brasília assistiram ao filme “Acesso à Zona de Perigo”, que retrata as dificuldades de levar ajuda humanitária a Somália, República Democrática do Congo e Afeganistão.

O evento com doadores de MSF também contou com a participação da psicóloga Débora Noal, da diretora de MSF Ana de Lemos e do médico generalista Paulo Reis. Após o filme, eles debateram os riscos da atuação humanitária em meio a contextos de extrema insegurança.

Evento para doadores

O evento com doadores de MSF também contou com a participação da psicóloga Débora Noal, da diretora de MSF Ana de Lemos e do médico generalista Paulo Reis. Após o filme, eles debateram os riscos da atuação humanitária em meio a contextos de extrema insegurança.

Muitos querem trabalhar com MSF mas não sabem como. Pensando nisso, realizamos dois bate-papos sobre o processo seletivo e a vida em nossos projetos. O primeiro foi realizado na Faculdade de Medicina da UnB.

Trabalhe com MSF

Muitos querem trabalhar com MSF mas não sabem como. Pensando nisso, realizamos dois bate-papos sobre o processo seletivo e a vida em nossos projetos. O primeiro foi realizado na Faculdade de Medicina da UnB.

Nosso segundo bate-papo sobre como trabalhar com MSF foi realizado na Livraria Cultura do Shopping Casa Park e contou com a presença do recrutador Vicente Brison, da psicóloga Débora Noal, da anestesiologista Liliana Mesquita e do infectologista Rafael Sacramento.

Trabalhe com MSF

Nosso segundo bate-papo sobre como trabalhar com MSF foi realizado na Livraria Cultura do Shopping Casa Park e contou com a presença do recrutador Vicente Brison, da psicóloga Débora Noal, da anestesiologista Liliana Mesquita e do infectologista Rafael Sacramento.

Também respondemos às dúvidas do público sobre o trabalho com MSF e oferecemos a oportunidade de participar das primeiras etapas de nosso processo seletivo.

Trabalhe com MSF

Também respondemos às dúvidas do público sobre o trabalho com MSF e oferecemos a oportunidade de participar das primeiras etapas de nosso processo seletivo.

Atividades

O Conexões MSF inclui exposições, seminário, filmes e conversas, além de uma intervenção artística num muro da cidade. As atividades são distribuídas em diferentes horários e locais para promover uma conexão entre você e a ajuda humanitária.

Sala de
  Imprensa

Aqui você pode encontrar todas as informações sobre o Conexões e entrar em contato com a nossa Assessoria de Imprensa.

Acessar

Parceiros

Edições Anteriores

Veja o que aconteceu nas edições anteriores do Conexões MSF.